PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA SOBRE ASSISTÊNCIA NA PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

EWERTON SANTOS SILVA(1), MARCELO CORDEIRO DE SOUZA(2)

RESUMO

Este estudo teve como objetivo identificar a percepção dos enfermeiros da unidade de saúde da família sobre a assistência na parada cardiorrespiratória. As atividades de enfermagem no âmbito da atenção básica se deparam com inúmeros desafios em seu cotidiano, dentre eles poderá estar à parada cardiorrespiratória. Na maioria dos casos os cuidados são prestados pelo enfermeiro, que tem a incumbência de reconhecer os sinais clínicos de uma parada cardiorrespiratória e junto à equipe multidisciplinar dar inicio as manobras de ressuscitação cardiopulmonar, seja em sua residência ou na própria unidade de saúde. Trata-se de uma pesquisa de campo, exploratória, transversal com abordagem qualitativa realizada entre fevereiro e março do ano de 2017 nas 11 Unidades Básicas Saúde da Família do Município de Agrestina-PE. Mediante as análises dos dados coletados surgiram três categorias temáticas: Percepção da Assistência da PCR na Unidade de Saúde da Família; Avaliação da Estrutura da Unidade Saúde da Família para Assistência na PCR e Possibilidades para melhoria na assistência ao paciente em PCR na Unidade Básica de Saúde da Família. Dessa forma foi identificado que algumas ações como a oferta da educação continuada aos profissionais enfermeiros e o investimento na estrutura física das unidades de saúde seriam relevantes para um suporte eficiente e qualificado aos pacientes que necessitam desse tipo de atendimento emergencial.
Palavras-Chave: Parada cardíaca. Atenção primaria à saúde. Enfermagem.

ABSTRACT

This study aimed to identify the perception of the nurses of the family health unit about the assistance in cardiorespiratory arrest. Nursing activities in the primary health care area face numerous challenges in their daily life, among them they may be at cardiorespiratory arrest. In most cases care is provided by the nurse, who has the task of recognizing the clinical signs of a cardiorespiratory arrest and with the multidisciplinary team to initiate cardiopulmonary resuscitation maneuvers, either in his residence or in the health unit itself. This is an exploratory, cross-sectional field survey with a qualitative approach carried out between February and March of the year 2017 in the 11 Basic Health Units of the Family of the Municipality of Agrestina-PE. Through the analyzes of the collected data, three thematic categories emerged: Perception of the CRP Care in the Family Health Unit; Evaluation of the Structure of the Family Health Unit for PCR Assistance and Possibilities for improvement in patient care in CRP in the Basic Family Health Unit. Thus, it was identified that some actions such as the provision of continuing education to nursing professionals and the investment in the physical structure of the health units would be relevant for an efficient and qualified support to patients who need this type of emergency care.
Keywords: Heart Arrest. Primary health care.Nursing.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Revista-Sou-Enfermagem-São-Luís-01(3)-05-21-julho-setembro-2017
ABRANTES, A.W.B. et al. Conhecimentos, atitudes e práticas de enfermagem sobre Parada cardiorrespiratória em unidade de cuidados intermediários de neonatologia: estudo qualitativo no Nordeste do Brasil. Journal of human growth and development. Cajazeiras, v.25, n.1, p.97-101, Jun. 2014.
ALBUQUERQUE, A.M. et al. Salvando vidas: avaliando o conhecimento de adolescentes de uma escola pública sobre primeiros socorros. Revista de enfermagem UFPE online, Recife, v.9, n.1, p.32-38, Jan.2015.
ALVES, C.A.; BARBOSA, C.N.S.; FARIA, H.T.G. Parada cardiorrespiratória e enfermagem: O conhecimento acerca do suporte básico de vida. Revista Cogitare enfermagem, São Sebastião do Paraíso, v.18, n.2, p.296-301, Abr. 2013.
ANDRADE, A.R.A. Ressuscitação cardiopulmonar no contexto do enfermeiro de atenção primária. 2014. 70p. Monografia (Graduação) – Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Ceilândia. 2014.
ANTONELLI, R.C.; JUNIOR, J.A.B. Gerenciamento de enfermagem em serviço hospitalar de emergência: revisão integrativa de literatura. Revista semina: ciências biológicas e da sáude, Londrina, v.35, n.2, p.137-146, Jul/Dez. 2014.
ARRUDA, L.P. et al. Evidências cientificas do cuidado de enfermagem acerca da segurança do paciente: revisão integrativa. Revista de enfermagem UFPE online. Recife, v.8, n.7, p.2107-2114, Jul. 2014.
BERTOLO, V.F. et al. Conhecimento sobre ressuscitação cardiopulmonar dos profissionais da saúde da emergência pediátrica. Revista de enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v.22, n.4, p.546-550, Jul/Ago. 2014.
BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n.°2.048 de 05 de novembro de 2002. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2002/prt2048_05_11_2002.html / Acesso em 12 de outubro de 2016.
BRASIL. Política Nacional de Atenção Básica.Disponível em (http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf). Acesso em 15.11.2016.
BRASIL. Universidade Aberta do SUS Disponível em http://www.unasus.unifesp.br/biblioteca_virtual/esf/2/unidades_conteudos/unidade05/unidade05.pdf). Acesso em 15.11.2016.
BRUNORI, E.H.F.R.et al. Associação de fatores de risco cardiovasculares com as diferentes apresentações da síndrome coronariana aguda.Revista Latino Americana de Enfermagem, São Paulo, v.1, n.9,p.539-546,Ago.2014. Acesso em 01.11.2016.
CANOVA, J.C.M. et al. Parada cardiorrespiratória e ressuscitação cardiopulmonar: Vivências da equipe de enfermagem sob o olhar da técnica do incidente crítico. Revista de enfermagem UFPE online, Recife, v.9, n.3, p.95-103, Mar. 2015.

COUTINHO, D.R.V.; CANDIDO, E.T.S. O enfermeiro frente ao atendimento à parada cardiorrespiratória em unidade básica de saúde. 2016. 21p. Trabalho de conclusão de curso (Graduação) – Universidade de Tiradentes, Aracaju. 2016.
COSTA, R.H.S.; COUTO, C.R.O.; SILVA, R.A.R. Prática clínica do enfermeiro na estratégia de saúde da família. Revista de Saúde (Santa Maria), Santa Maria, v.41, n.2, p.09-18, Dez. 2015.
FARIAS, E.C. Intervenções do enfermeiro na assistência da parada cardiopulmonar em unidade de emergência. 2014. 23p. Monografia (Graduação)- Universidade Federal de Santa Catarina, Cuiába. 2014.
FERNANDES, F.L.G. et al. Dificuldades encontradas pela enfermagem durante a assistência a vítima de parada cardiorrespiratória. Journal of medicine and health promotion, Patos, v.1, n.2, p.189-200, Abr/Jun. 2016.
FILHO, C.M.C. et al. Fatores que comprometem a qualidade da ressuscitação cardiopulmonar em unidades de internação: percepção do enfermeiro. Revista da escola de enfermagem da USP, São Paulo, v.49, n.6, p.908-914, Jun. 2015.
GUIDELINES. AHA. AMERICAN HEART ASSOCIATION.Destaques das Diretrizes da American Heart Association 2015 para RCP e ACE, 2015.
LAFETÁ, A.F.M. et al. Suporte Avançado de Vida na parada cardiorrespiratória: aspectos teóricos e assistenciais. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p.653-663, 2015. Acesso em 07.11.2016.
LAFETÁ, A.F.M. et al. Suporte avançado de vida na parada cardiorrespiratória: aspectos teóricos e assistenciais. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v.13, n.1, p.653-663, Jul. 2015.
MENEZES, R.R.; ROCHA, A.K.L. Dificuldades enfrentadas pela equipe de enfermagemno atendimento à parada cardiorrespiratória. Revista InterScientia, João Pessoa, v.1, n.3, p.02-15, Set./Dez. 2013.
MOURA, R. et al. Assistência ao paciente em parada cardiorrespiratória em unidade de terapia intensiva. Revista da Rede de enfermagem do Nordeste, Fortaleza, v.13, n.2, p.419-472, 2012.
OLIVEIRA, A.D.S. et al. Estratégia saúde da família: Atendimento do enfermeiro à vitima em parada cardiorrespiratória. Revista interdisciplinar, Teresina, v.6, n.4, p.68-74, Dez. 2013.
OLIVEIRA, S.M.D. Elaboração de um protocolo da assistência de enfermagem ao Paciente reanimado pós-parada cardiorrespiratória. 2014. 22p. Tese (Pós-Graduação)- Universidade Federal de Florianópolis, Florianópolis. 2014.
PAULA, M. et al. Processo de trabalho e competências gerenciais do enfermeiro da estratégia saúde da família. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, v.14, n.4, p.980-987, Ago. 2013.
PEREIRA, R.S.M. et al. Parada cardiorrespiratória e reanimação cardiopulmonar: o conhecimento de enfermeiros de um hospital público no alto sertão paraibano. Revista intesa- informativo técnico do semiárido, Pombal, v.9, n.2, p.01-10, Jun/Dez. 2015.
PLACENCIO, M. Carrinho de emergência- um atendimento rápido e eficiente. 2014. 26p. Monografia (Graduação)- Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. 2014.

TEXTO COMPLETO