ATENÇÃO EM ENFERMAGEM NO CONTROLE DO CÂNCER E O PAPEL DO ENFERMEIRO NOS CUIDADOS PALIATIVOS

NURSING ATTENTION ON CANCER CONTROL AND THE ROLE OF NURSES IN PALLIATIVE CARE

Alícia Cristina Melo de Souza*
Ana Paula Rodrigues**

RESUMO

As discussões sobre os cuidados paliativos e o câncer vêm ganhando ênfase na sociedade, principalmente, quando se trata das inovações e possibilidades de cura/tratamento. No entanto, a cura, por vezes, torna-se impossível, e a morte, consequentemente inevitável. Os cuidados paliativos são as ações ativas e integrais prestadas a pacientes com doença progressiva e irreversível, e a seus familiares. Nesses cuidados é fundamental o controle da dor e demais sintomas mediante a prevenção e alívio do sofrimento físico, psicológico, social e espiritual. O principal objetivo foi realizar uma revisão de literatura sobre cuidados paliativos desenvolvidos pelos enfermeiros e compreender a experiência existencial do profissional de enfermagem nos cuidados paliativos em pacientes com câncer, assim elaborando uma junção de informações que possam contribuir para a melhoria e prática clínica de enfermeiros acerca do tema. A metodologia utilizada foi a revisão de literatura, devido a mesma oferecer formas que auxiliam na definição e resolução dos problemas já conhecidos, permitindo também explorar novas áreas onde os mesmos ainda não se cristalizaram suficientemente. Conclui-se que, apesar da importância dos cuidados paliativos, há, ainda uma necessidade premente de se avançarem as pesquisas para aprofundar essa temática, em particular no campo da enfermagem.

Palavras-chave: Cuidados Paliativos. Cuidar. Dor. Fase terminal. Enfermeiro.

*Trabalho de conclusão de curso apresentado como requisito parcial à obtenção do título especialista em Oncologia.
**Orientador: Professora DSc. Ana Paula Rodrigues.

ABSTRACT

Discussions on palliative care and cancer have been emphasizing society, especially when it comes to innovations and Cure / treatment. However, healing sometimes becomes impossible, and death is consequently unavoidable. Palliative care is the active and integral actions provided to patients with progressive and irreversible disease, and to their relatives. In these care is essential the control of pain and other symptoms through the prevention and relief of physical, psychological, social and spiritual suffering. The main objective was to perform a review of the literature on palliative care developed by nurses and to understand the existential experience of the nursing professional in palliative care in patients in cancer, thus elaborating a junction of information that may contribute to the improvement and clinical practice of nurses About the topic. The methodology used was the literature review, because it offers ways that help in the definition and resolution of the problems already known, allowing also to explore new areas where they have not yet sufficiently crystallized. It is concluded that, despite the importance of palliative care, there is still a pressing need to advance research to deepen this theme, particularly in the field of nursing.

Keywords: Palliative care. Caring. Ache. Terminal phase. Nurse.

REFERÊNCIAS

AMADOR, D.D. et al. Concepção dos enfermeiros acerca da capacitação no cuidado à criança com câncer. Texto Contexto Enferm. v.20, n.1,94-101, 2011.
ARAÚJO, L.Z.S.; ARAÚJO, C.Z.S.; SOUTO, A.K.B.Z.; OLIVEIRA, M.S. Cuidador principal de paciente oncológico fora de possibilidade de cura, repercussões deste encargo. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília: v. 62, n. 1, jan/fev, 2009.
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Particularidades do câncer infantil. Brasília: Ministério da Saúde; 2008.
CAMELO, S. H. H. O trabalho em equipe na instituição hospitalar: uma revisão integrativa. Cogitare Enferm. 2011;16(4):734-40.
CÂNCER: uma doença e sua história. Elaborado por Hospital de Câncer de Barretos. Disponível em: <http://www.hcancerbarretos.com.br/82- institucional/noticias-institucional/368-cancer-uma-doenca-e-sua-historia>. Acesso em: 15 fev. 2019.
COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Portaria 741, de 19 de dezembro de 2006. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/3092aa80474594 909c3fdc3fbc4c6735/PORTARIA+N%C2%BA+741-2005.pdf?MOD=AJPERES.
Acesso em: 19 fev. 2019.
DARONCO. V. F; ROSANELL, C. L. S. P; LORO, M. M; KOLANKIEWICZ, A.C. B. Cuidados paliativos a pacientes oncológicos: percepções de uma equipe de enfermagem. São Paulo – SP. Cienc Cuid Saude. Out/Dez, 2014. pp.657-664.
INCA. Estimativa 2018: Incidência do Câncer no Brasil. 2018. Disponível em:
http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/. Acesso em 28 jan. 2019.
INCA. Ações de enfermagem para o controle do câncer: uma proposta de integração ensino-serviço. Rio de Janeiro: INCA, 2008. 488p.

MARCUCCI, F. C. I. et al. Identificação de pacientes com indicação de Cuidados Paliativos na Estratégia Saúde da Família: estudo exploratório. Cad. Saúde Colet.
Rio de Janeiro – RJ, 2016. Pp. 145-152.
NANDA, I. Diagnósticos de enfermagem: definições e classificação, 2015-2017.
Porto Alegre: Artmed; 2015.
RODRIGUES, A.J; BUSHATSKY, M; VIARO, W. D. Cuidados paliativos em crianças com câncer. Recife – PE. Rev enferm UFPE on line. Fev, 2015. Pp. 718-730.
SCHIAVON, A. B. et al. Profissional da saúde frente a situação de ter um familiar em cuidados paliativos por câncer. Rev Gaúcha Enferm. Pelotas – Rio Grande do Sul.
Mar, 2016.
SILVA, T. P. et al. Cuidados de enfermagem à criança com câncer: uma revisão integrativa da literatura. Rio Grande do Sul – RS. Rev Enferm UFSM. Jan/Abril, 2013.
Pp. 68-78.
TERRA, F. S. et al. Avaliação da qualidade de vida de pacientes oncológicos submetidos à quimioterapia. Rev. Bras. Clín. Méd. São Paulo, abr./jun. 2013, v. 11, n. 2. pp. 112-117.

ARQUIVO COMPLETO:

ATENÇÃO EM ENFERMAGEM NO CONTROLE DO CÂNCER E O PAPEL DO ENFERMEIRO NOS CUIDADOS PALIATIVOS