CUIDADOS PALIATIVOS E O MANEJO DA MORTE NA ONCOLOGIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Palliative care and the management of death in oncology: An account of experience.

Dayse Caroline Sato de Carvalho¹, Elisama de Oliveira Souza de Morais¹,
Karolynna Matos de Sousa¹, Mariana Rodrigues da Silva de Menezes²,
Rangel Fernandes de Souza³

RESUMO

O presente estudo pretende relatar a experiência vivenciada por acadêmicos de enfermagem durante visitas realizada no setor de oncologia em um Hospital Público de Brasília – DF. Diante do exposto, foi empregado o relato de experiência combinada à revisão de literatura como uma modalidade de investigação científica do tema proposto. Utilizando os descritores indexados: Cuidados Paliativos, Cuidados de Enfermagem e Morte, através dos operadores booleados AND e OR nas bases de dados Lilacs, Scielo e BDENF. Emergiram três categorias temáticas: Aceitação da doença: Onde se torna um evento trágico e desestruturador, cheio de estigmas sociais e de fases de enfrentamento como a raiva, negação, barganha, depressão e aceitação; A espiritualidade atribuindo sentido aos cuidados: auxilia como instrumento para melhorar a saúde; Promoção do conforto na terminalidade: prestar uma assistência humanizada para que o paciente tenha uma morte digna. Concluímos a importância de ser abordado o tema morte e cuidados paliativos desde a graduação, para que haja mais atenção às necessidades biopsicossociais e espirituais dos pacientes.

Palavras-chave: Cuidados Paliativos. Cuidados de Enfermagem. Morte.

¹ Acadêmicos do 8º Semestre do Curso de Graduação em Enfermagem – Centro Universitário do Distrito Federal UDF, Brasília-DF.
² Enfermeira, Mestre, Especialista em Oncologia, Professora Adjunta do Curso de Enfermagem – Centro Universitário do Distrito Federal UDF, Brasília-DF.
³ Enfermeiro, Especialista em Oncologia, Preceptor Adjunto do Curso de Enfermagem – Centro Universitário do Distrito Federal UDF, Brasília-DF.
*Prof.ª Ms. Mariana Rodrigues da Silva de Menezes / e-mail:Marianasilva333@gmail.com (Orientadora)
*Prof.ª Rangel Fernandes de Souza / e-mail: rangel_souonri@hotmail.com(Coorientador)

ABSTRACT

The present study intends to report the experience lived by nursing academics during visits performed in the oncology sector in a Public Hospital of Brasília – DF. In view of the above, the experience report combined with the literature review was used as a modality of scientific investigation of the proposed theme. Using the indexed descriptors: Palliative Care, Nursing Care and Death, through the boolean operators AND and OR in the Lilacs, Scielo and BDENF databases. Three categories emerged: Acceptance of disease: Where it becomes a tragic and destructive event, full of social stigmas and confrontation phases such as anger, denial, bargaining, depression and acceptance; Spirituality attributing meaning to care: it helps as an instrument to improve health; Promotion of comfort in the terminal: to provide a humanized assistance so that the patient dies a dignified death. We conclude the importance of addressing the topic of death and palliative care since graduation, so that there is more attention to the biopsychosocial and spiritual needs of patients.
Keywords: Palliative Care. Nursing care. Death.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2011.
Academia Nacional de Cuidados Paliativos. Manual de Cuidados Paliativos. 2. Edi. Editoração: Niura Fernanda Souza. Agosto de 2012. 592p. Disponivel em <http://biblioteca.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2017/05/Manual-de-cuidados-paliativos-ANCP.pdf> Acesso em: 05 de Maio de 2019.
Alencar DC, Carvalho AT, Macedo RL, Amorim AMNE, Martins AKL, Gouveia MTO. Sentimentos de enfermeiros que atuam junto a pacientes com câncer em fase terminal. Rev. Fun Care Online.2017 out/dez; 9(4): 1015-1020. DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2017.v9i4. 1015-1020
Arrieira ICO, Thofehrn MB, Porto AR, Moura PMM, Martins CL, Jacondino MB. Spirituality in palliative care: experiences of an interdisciplinary team. Rev Esc Enferm. USP. 2018;52:e03312. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017007403312
BRASIL. Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2018: Incidência de Câncer no Brasil. Rio de Janeiro (RJ): INCA, 2017. Disponível em: <https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//estimativa-incidencia-de-cancer-no-brasil-2018.pdf> Acesso em: 06 de Maio de 2019.
Brito FM, Costa ICP, Costa SFG, Andrade CG, Santos KFO, Francisco DP. Comunicação na iminência da morte: percepções e estratégia adotada para humanizar o cuidar em enfermagem. Esc Anna Nery Rev. Enferm. 18(2) abr-Jun 2014. Disponível em: DOI: 10.5935/1414-8145.20140046
Cervelin AF, Kruse MHL. Espiritualidade e religiosidade nos cuidados paliativos: conhecer para governar. Esc Anna Nery Rev. Enferm. 18(1) Jan-Mar 2014. Disponível em: DOI: 10.5935/1414-8145.20140020
Evangelista CB, Lopes MEL, Costa SFG, Abrão FMS, Batista PSS, Oliveira RC. Espiritualidade e cuidados paliativos. Esc Anna Nery 2016;20(1):176-182. Disponível em: DOI: 10.5935/1414-8145.20160023
HERMES, Hélida Ribeiro; LAMARCA, Isabel Cristina Arruda. Cuidados paliativos: uma abordagem a partir das categorias profissionais de saúde. Ciência saúde coletiva, 18:9. Rio de Janeiro. Set. 2013.
KÜBLER-ROSS, Elisabeth. Sobre a morte e a morte: o que os moribundos têm para ensinar médicos, enfermeiros, clérigos e suas próprias famílias. Taylor & Francis, 2009.
Lima SF, Silva RGM, Silva VSC, Viviane de Sá Coelho, Pasklan ANP, Reis LMCB, Silva UC. Representações sociais sobre o câncer entre familiares de pacientes em tratamento oncológico. REME – Rev Min Enferm. 2016; [citado em 2019]; 20:e967. Disponível em: DOI: 10.5935/1415-2762.20160037
Silveira NR, Nascimento ERP, Rosa LM, Jung W, Martins SR, Fontes MS. Palliative care and the intensive care nurses: feelings that endure. Rev. Bras. Enferm [Internet]. 2016;69(6):1012-9. DOI:http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0267
Silva MM, Santanda NGM, Santos MC, Cirilo JD, Barrocas DLR, Moreira MC. Cuidados paliativos na assistência de alta complexidade em oncologia: percepção de enfermeiros. Esc Anna Nery Rev. Enferm. 19(3) Jul-Set 2015; Disponível em: DOI: 10.5935/1414-8145.20150061
Silva RS, Campos AER, Pereira A. Cuidado do paciente no processo de morte na unidade de terapia intensiva. Rev. Esc. Enferm. USP 2011. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v45n3/v45n3a27.pdf> Acesso em: 29 out. 2018.
Silva RS, Pereira Á, Mussi FC. Conforto para uma boa morte: Perspectiva de uma equipe de enfermagem intensivista. Esc Anna Nery Rev. Enferm. 2015 jan/março; Disponível em: DOI: 10.5935/1414-8145.20150006

ARTIGO COMPLETO

Revista-Sou-Enfermagem-São-Luís-031-24-40-janeiro-junho-2019